Arquivos da categoria: Perguntas e respostas

Perguntas & Respostas com base na obra de Kardec.

Fonte: Estudando as obras de Kardec – Astolfo Olegário de Oliveira Filho – aoofilho@oconsolador.com.br – Londrina, Paraná (Brasil) – e coletânea de perguntas elaboradas pelo Grupo Espírita Allan Kardec.

icone-perguntas-e-respostas

P&R: As tribulações da vida são impostas ou escolhidas pelo próprio Espírito?

As tribulações da vida são impostas ou escolhidas pelo próprio Espírito?

As tribulações podem ser impostas a Espíritos endurecidos, ou extremamente ignorantes, para levá-los a fazer uma escolha com conhecimento de causa. Os Espíritos penitentes, porém, desejosos de reparar o mal que hajam feito e de proceder melhor, as escolhem livremente. Tal o caso de alguém que, havendo desempenhado mal sua tarefa, pede que lhe deixem recomeçá-la, para não perder o fruto do seu trabalho.

(O Evangelho segundo o Espiritismo, capítulo V, item 8.)

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Quais as causas das vicissitudes da vida?

Quais as causas das vicissitudes da vida?

De duas espécies são as vicissitudes da vida. Umas têm sua causa na atual existência; outras, fora dela. Remontando-se à origem dos males terrestres, reconhecer-se-á que muitos são consequência natural do caráter e do proceder dos que os suportam. Há, contudo, males aos quais, pelo menos na aparência, o indivíduo é completamente estranho e que parecem atingi-lo como por fatalidade, tais por exemplo a perda de entes queridos e a dos que são o amparo da família, os acidentes que nenhuma previsão poderia impedir, os reveses da fortuna, os flagelos naturais, as enfermidades de nascença. No entanto, em virtude do axioma segundo o qual todo efeito tem uma causa, tais males são efeitos que hão de ter uma causa e, desde que se admita um Deus justo, essa causa também há de ser justa. Como a causa precede o efeito, se ela não se encontra na atual existência, há de ser anterior a ela, isto é, há de estar numa existência precedente.

(O Evangelho segundo o Espiritismo, capítulo V, itens 4 e 6; ver também o item 21 do cap. VIII.)

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: A que categoria pertence a Terra e qual é sua atual destinação?

A que categoria pertence a Terra e qual é sua atual destinação?

A Terra pertence à categoria dos mundos de expiação e provas, razão por que aí vive o homem a braços com tantas misérias. Faria dos habitantes de uma grande cidade falsíssima ideia quem os julgasse pela população dos seus quarteirões mais íntimos e sórdidos. Num hospital, ninguém vê senão doentes e estropiados; numa penitenciária, veem-se reunidas todas as torpezas, todos os vícios; nas regiões insalubres, os habitantes, em sua maioria são pálidos, franzinos e enfermiços. Pois bem: figure-se a Terra como um subúrbio, um hospital, uma penitenciária, um sítio malsão, e ela é simultaneamente tudo isso, e compreender-se-á por que as aflições sobrelevam aos gozos, porquanto não se mandam para o hospital os que se acham com saúde, nem para as casas de correção os que nenhum mal praticaram; nem os hospitais e as casas de correção se podem ter por lugares de deleite.

Ora, assim como numa cidade a população não se encontra toda nos hospitais ou nas prisões, também na Terra não está a Humanidade inteira. E, do mesmo modo que do hospital saem os que se curaram e da prisão os que cumpriram suas penas, o homem deixa a Terra, quando está curado de suas enfermidades morais. O planeta em que vivemos esteve material e moralmente num estado inferior ao em que hoje se acha e se alçará sob esse duplo aspecto a um grau mais elevado. Ele se aproxima de um dos seus períodos de transformação, em que, de orbe expiatório, mudar-se-á em planeta de regeneração, onde os homens serão ditosos, porque nele imperará a lei de Deus.

(O Evangelho segundo o Espiritismo, capítulo III, itens 4, 6, 7 e 19.)

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: O que os Espíritos acham da ideia do nada?

O que os Espíritos acham da ideia do nada?

“Como pode um homem de coração conservar-se frio a essa ideia? Como não o gela de terror a ideia de um aniquilamento absoluto e não lhe faz, ao menos, desejar que não seja assim? Se até hoje não lhe foi suficiente a razão para afastar de seu espírito quaisquer dúvidas, aí está o Espiritismo a dissipar toda incerteza com relação ao futuro, por meio das provas materiais que dá da sobrevivência da alma e da existência dos seres de além-túmulo. Tanto assim é que por toda a parte essas provas são acolhidas com júbilo; a confiança renasce, pois que o homem doravante sabe que a vida terrestre é apenas uma breve passagem conducente a melhor vida; que seus trabalhos neste mundo não lhe ficam perdidos e que as mais santas afeições não se despedaçam sem mais esperanças”.

Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVIII, item 62.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Como Deus nos assiste?

Como Deus nos assiste?

Deus assiste os que se ajudam a si mesmos, de conformidade com esta máxima: “Ajuda-te, que o Céu te ajudará”, mas não assiste os que tudo esperam de um socorro estranho, sem fazer uso das faculdades que possui.

(Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, – Cap. XXVII, item 7.)

Share