Arquivos da categoria: Perguntas e respostas

Perguntas & Respostas com base na obra de Kardec.

Fonte: Estudando as obras de Kardec – Astolfo Olegário de Oliveira Filho – aoofilho@oconsolador.com.br – Londrina, Paraná (Brasil) – e coletânea de perguntas elaboradas pelo Grupo Espírita Allan Kardec.

icone-perguntas-e-respostas

P&R: 266. Não parece natural que se escolham as provas menos dolorosas?

P&R: 266. Não parece natural que se escolham as provas menos dolorosas?

“Pode parecer-vos a vós; ao Espírito, não. Logo que este se desliga da matéria, cessa toda ilusão e outra passa a ser a sua maneira de pensar.”

Allan Kardec. O Livro dos Espíritos, questão 266.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Qual definição se pode dar para um bom médium?

Qual definição se pode dar para um bom médium?

O médium seguro, aquele que pode ser realmente qualificado de bom médium, é o que aplica a sua faculdade buscando tornar-se apto a servir de intérprete aos bons Espíritos. O poder de atrair os bons e repelir os maus Espíritos está na razão da superioridade moral do médium e da posse do maior número das qualidades que formam o homem de bem. É por esses dotes que se concilia a simpatia dos bons e se adquire ascendência sobre os maus Espíritos.

Allan Kardec. O que é o Espiritismo, cap. II, item 84.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Os petitórios, orações e o ato de se ajoelhar que algumas criaturas realizam têm efeito sobre a justiça divina?

Os petitórios, orações e o ato de se ajoelhar que algumas criaturas realizam têm efeito sobre a justiça divina?

“Não espereis dobrar a justiça do Senhor pela multiplicidade das vossas palavras e das vossas genuflexões. O caminho único que vos está aberto, para achardes graça perante ele, é o da prática sincera da lei de amor e de caridade.”

Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVIII, item 9.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Como Kardec lidava com os elogios que eram dirigidos a ele?

Como Kardec lidava com os elogios que eram dirigidos a ele?

“A honra cabe inteiramente aos Espíritos. É, pois, a eles só que se devem dirigir os testemunhos de gratidão. Eu não aceito os elogios que me dirigis de boa vontade senão como um encorajamento para continuar minha tarefa com perseverança.”

Discurso do Sr. Allan Kardec – Reunião geral dos Espíritas bordeleses – Revista Espírita, novembro de 1861.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Por que há homens de todas as classes sociais afirmando que são infelizes?

Por que há homens de todas as classes sociais afirmando que são infelizes?

“Isso, meus caros filhos, prova, melhor do que todos os raciocínios possíveis, a verdade desta máxima do Eclesiastes: “A felicidade não é deste mundo.” Com efeito, nem a riqueza, nem o poder, nem mesmo a florida juventude são condições essenciais à felicidade. Digo mais: nem mesmo reunidas essas três condições tão desejadas, porquanto incessantemente se ouvem, no seio das classes mais privilegiadas, pessoas de todas as idades se queixarem amargamente da situação em que se encontram”. – François-Nicolas-Madeleine, cardeal Morlot. (Paris, 1863.)

Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. V, item 20.

Share