Arquivos da categoria: Perguntas e respostas

Perguntas & Respostas com base na obra de Kardec.

Fonte: Estudando as obras de Kardec – Astolfo Olegário de Oliveira Filho – aoofilho@oconsolador.com.br – Londrina, Paraná (Brasil) – e coletânea de perguntas elaboradas pelo Grupo Espírita Allan Kardec.

icone-perguntas-e-respostas

P&R: Muitos homens coléricos colocam a culpa da sua raiva a uma disposição genética, será isso verdade?

Muitos homens coléricos colocam a culpa da sua raiva a uma disposição genética, será isso verdade?

“O indivíduo propenso a encolerizar-se desculpa-se, quase sempre, com o seu temperamento. Em vez de se confessar culpado, lança a culpa ao seu organismo, acusando a Deus, dessa forma, de suas próprias faltas, o que é uma consequência do orgulho que nutre, de permeio a todas as suas imperfeições”. – Hahnemann

Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. IX, item 10.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Que fazer para se libertar de uma obsessão?

Que fazer para se libertar de uma obsessão?

Para preservá-lo das enfermidades, fortifica-se o corpo; para isentá-lo da obsessão, é preciso fortificar a alma, pelo que necessário se torna que o obsidiado trabalhe pela sua própria melhoria, o que as mais das vezes basta para o livrar do obsessor, sem recorrer a terceiros. O auxílio destes se faz necessário, quando a obsessão degenera em subjugação e em possessão, porque aí por vezes o paciente perde a vontade e o livre-arbítrio.

Allan Kardec – O Evangelho segundo o Espiritismo » Capítulo XXVIII – Coletânea de preces espíritas » Pelos obsidiados – 81.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Qual orientação espiritual para aqueles homens que não conseguem perdoar?

Qual orientação espiritual para aqueles homens que não conseguem perdoar?

Ai daquele que diz: nunca perdoarei. Esse, se não for condenado pelos homens, sê-lo-á por Deus. Com que direito reclamaria ele o perdão de suas próprias faltas, se não perdoa as dos outros? Jesus nos ensina que a misericórdia não deve ter limites, quando diz que cada um perdoe ao seu irmão, não sete vezes, mas setenta vezes sete vezes.

(O Evangelho segundo o Espiritismo, Cap. X, itens 2 e 4)

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: As transformações nos fluidos espirituais surgem apenas pelo pensamento consciente ou qualquer tipo de pensamento, mesmo o inconsciente, pode transformá-lo?

As transformações fluidos espirituais surgem apenas pelo pensamento consciente ou qualquer tipo de pensamento, mesmo o inconsciente, pode transformar o fluido?

Essas transformações resultam de uma intenção; doutras, são produto de um pensamento inconsciente. Basta que o Espírito pense uma coisa, para que esta se produza, como basta que modele uma ária, para que esta repercuta na atmosfera.

Allan Kardec. A Gênese, cap. XIV, item 14.

Share
icone-perguntas-e-respostas

P&R: Se o homem está tão distante de Jesus, como bem explicado pelo Espiritismo, o que pode o indivíduo fazer em prol da transformação moral da humanidade?

Se o homem está tão distante de Jesus, como bem explicado pelo Espiritismo, o que pode o indivíduo fazer em prol da transformação moral da humanidade?

“Vós, frágeis centelhas partidas do eterno foco do amor divino, certamente não podeis pretender uma tão vasta irradiação quanto à do Verbo de Deus encarnado na Terra, mas, na vossa esfera de ação, podeis espalhar os benefícios do bom exemplo. Podeis fazer amar a virtude, cercando-a do charme dessa benevolência constante, que atrai, cativa e mostra, enfim, que a prática do bem é coisa fácil, promove a felicidade íntima da consciência que se colocou sob sua lei, pois ela é a realização da vontade divina, que nos fez dizer por seu Cristo: Sede perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial”. – Luís de França.

Allan Kardec. Revista Espírita, maio de 1866.

Share