Citações em texto: Quando os mais incrédulos e obstinados desencarnam

revistaespirita_banner

Quando os mais incrédulos e obstinados desencarnam, são evidentemente forçados a reconhecer que ainda vivem, que a vida continua e que, como Espíritos que são, podem comunicar-se com os homens. Sua apreciação do mundo espiritual varia, porém, em razão de seu desenvolvimento moral, de seu saber, da elevação de sua alma. Após essas considerações, Kardec transcreve na Revue quatro comunicações de pessoas bastante esclarecidas, embora incrédulas quando encarnadas, e que, situadas agora no mundo espiritual, reconhecem o erro em que incidiram na existência recém-finda.

(Allan Kardec – Revista Espírita de 1865. Texto com base na tradução de Júlio Abreu Filho publicada pela EDICEL, págs. 366 a 372.)

Compartilhe