Maneira de encarar o futuro

A Doutrina Espírita muda inteiramente a maneira de se encarar o futuro: a vida futura deixa de ser uma hipótese, para ser realidade; o estado das almas depois da morte não é mais um sistema, porém o resultado da observação. Eis aí por que os espíritas encaram a morte calmamente e se revestem de serenidade nos seus últimos momentos na Terra.

(Allan Kardec – O Céu e o Inferno – Primeira Parte, cap. II, item 10.)

Compartilhe