J. Herculano Pires: A Morte Não nos Livra das Nossas Imperfeições

“Ao morrer, o homem sai da prisão corpórea, mas não se livra de seus maus hábitos, de suas viciações, de sua maldade e assim por diante. Esses espíritos inferiores (como os homens inferiores entre nós) gostam de companhias que se afinem com as suas tendências. Um espírito de alcoólatra relaciona-se com uma pessoa do mesmo vício ou com tendências para o vício. Os espíritos de criaturas sensuais ligam-se a criaturas do mesmo tipo.”

J. Herculano Pires. Vampirismo.

Compartilhe