P&R: Do ponto de vista Espírita, amar os inimigos significa trata-los da mesma forma pelo qual o homem trata os seus amigos?

Do ponto de vista Espírita, amar os inimigos significa trata-los da mesma forma pelo qual o homem trata os seus amigos?

Amar aos inimigos não pode, pois, significar que não se deve fazer nenhuma diferença entre eles e os amigos. Este preceito parece difícil, e até mesmo impossível de se praticar, porque falsamente supomos que ele prescreve darmos a uns e a outros o mesmo lugar no coração. Se a pobreza das línguas humanas nos obriga a usarmos a mesma palavra, para exprimir formas diversas de sentimentos, a razão deve fazer as diferenças necessárias, segundo os casos.

Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XII, item 3.

Compartilhe