P&R: Percebe-se que muitos homens não conseguem fazer uma análise coerente dos próprios erros, mas facilmente conseguem identificar as falhas alheias. Por que isso ocorre?

Percebe-se que muitos homens não conseguem fazer uma análise coerente dos próprios erros, mas facilmente conseguem identificar as falhas alheias. Por que isso ocorre?

Uma das insensatezes da Humanidade consiste em vermos o mal de outrem, antes de vermos o mal que está em nós. Para julgar-se a si mesmo, fora preciso que o homem pudesse ver seu interior num espelho, pudesse, de certo modo, transportar-se para fora de si próprio, considerar-se como outra pessoa e perguntar: Que pensaria eu, se visse alguém fazer o que faço? Incontestavelmente, é o orgulho que induz o homem a dissimular, para si mesmo, os seus defeitos, tanto morais, quanto físicos.

Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. X, Item 10.

Compartilhe