P&R: Por que o homem é ingrato a Deus?

Por que o homem é ingrato a Deus?

O homem esquece facilmente o bem, e se lembra mais do que o aflige. Se diariamente anotássemos os benefícios que recebemos, sem pedir, ficaríamos muitas vezes admirados de haver recebido tanta coisa que nos esquecemos, e nos sentiríamos humilhados pela nossa ingratidão.Cada noite, elevando nossa alma a Deus, deve recordar intimamente os favores que Ele nos concedeu durante o dia, e agradecê-los. É sobretudo no momento em que experimentamos os benefícios da sua bondade e da sua proteção, que, espontaneamente, devemos testemunhar-lhe a nossa gratidão. Basta para isso um pensamento que lhe atribua o benefício, sem necessidade de interrompermos o trabalho.

-Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 28, item 28.

Compartilhe