P&R: Qual a diferença no processo de cura de um obsidiado para um fascinado?

Qual a diferença no processo de cura de um obsidiado para um fascinado?

A tarefa se apresenta mais fácil quando o obsidiado, compreendendo a sua situação, presta o concurso da sua vontade e da sua prece. O mesmo não se dá, quando, seduzido pelo Espírito embusteiro, ele se ilude no tocante às qualidades daquele que o domina e se compraz no erro em que este último o lança, visto que, então, longe de secundar, repele toda assistência. É o caso da fascinação, infinitamente mais rebelde do que a mais violenta subjugação.

Allan Kardec – O Evangelho segundo o Espiritismo » Capítulo XXVIII – Coletânea de preces espíritas » V -» Pelos obsidiados – item 81.

Compartilhe