P&R: Quem matou pela espada, pela espada perecerá

Ao asseverar: Quem matou pela espada, pela espada perecerá, Jesus não teria consagrado a pena de talião? A morte imposta ao assassino não constituiria, assim, uma aplicação desse princípio?

É preciso cuidado com tais ideias, dizem os imortais. Muito já nos enganamos a respeito dessas palavras, como acerca de outras. A pena de talião é a justiça de Deus. É Deus quem a aplica. Todos nós sofremos essa pena a cada instante, pois que somos punidos naquilo em que pecamos, nesta existência ou em outra.

Aquele que foi causa do sofrimento para seus semelhantes virá a achar-se numa condição em que sofrerá o que tenha feito sofrer. Este o sentido das palavras de Jesus. Quanto à pena de morte, trata-se de um crime quando aplicada em nome de Deus. Os que a impõem se sobrecarregam de outros tantos assassínios.

(Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, questão 764.)

Compartilhe