P&R: O que ocorre quando os trabalhadores espíritas escutam os bons espíritos mas não vivem os seus conselhos ou tão pouco se não modificam?

O que ocorre quando os trabalhadores espíritas escutam os bons espíritos mas não vivem os seus conselhos ou tão pouco se não modificam?

“O nosso objetivo é tomar-vos melhores. Ora, quando verificamos que as nossas palavras nenhum fruto produzem, que, da vossa parte, tudo se resume numa estéril aprovação, vamos em busca de almas mais dóceis. Cedemos então o lugar aos Espíritos que só fazem questão de falar e esses não faltam.” – Massillon.

Allan Kardec. O Livro dos Médiuns, segunda parte, cap. XXXI, sobre as sociedades espíritas, XXV.

Compartilhe